quinta-feira, 19 de agosto de 2021

Deputados André Fernandes e Elmano de Freitas batem boca em votação que pune servidor público que não tomar vacina


Os deputados Elmano Freitas (PT) e André Fernandes (Republicanos) bateram boca, durante a sessão plenária desta quinta (19), na Assembleia Legislativa. Os parlamentares discutiam projeto de lei de autoria do Poder Executivo, que prevê uma série de punições para os servidores públicos estaduais que se recusarem a tomar a vacina contra a covid-19.

A confusão teve início quando o deputado André Fernandes pediu verificação de quórum, para saber a quantidade de deputados em plenário, ou seja, se havia o mínimo de parlamentares exigidos pelo regimento Interno, que é de 16,  presentes na sessão.

A deputada Érika Amorim presidia os trabalhos, e negou o pedido de André, alegando que a discussão do projeto não havia terminado. O parlamentar insistiu na questão, momento em que o deputado Elmano Freitas subiu à Tribuna para encaminhar o voto. O bate boca começou.

O petista disse que o colega não conhecia o regimento e teve sua fala interrompida por André Fernandes. O embate entre os dois deputados durou alguns minutos. Elmano chegou a mandar o colega a calar a boca, no que André rebateu, dizendo:  "venha calar".

Em meio à confusão, o presidente da Casa, Evandro leitão assumiu os trabalhos e conduziu a votação. O projeto foi aprovado por 25 votos a favor e cinco contra, dos seguintes parlamentares: Soldado Noélio (Pros), Dra. Silvava (PL), Tony Brito (Pros), André Fernandes (Republicanos) e Delegado Cavalcante (PTB).

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário