terça-feira, 31 de março de 2020

Opinião: Caos social em plena crise do coronavírus e a omissão dos gestores públicos


Com a crise provocada pelo coronavírus, muitos prefeitos cearenses tem tomado medidas exemplares para proteger milhares de famílias que estão nesse momento desamparadas.

Com o decreto do governo do Estado que determinou o isolamento social e o consequente fechamento de muitos comércios, muitos profissionais autônomos estão nesse momento sem poder exercer suas atividades diárias, e sem trabalho não há como garantir o sustento diário para suas famílias.

A lei do país é clara nesse aspecto. É dever de todo gestor público promover o bem estar social das pessoas, mesmo em tempos de grave crise social.

Infelizmente, muitos preferem se esconder, são omissos. É o caso do prefeito de Iguatu, Ednaldo Lavor que até o momento não teve nenhuma iniciativa para amenizar a situação de centenas de famílias carentes do município.

Como medidas para diminuir a situação de dificuldades dessas famílias afetadas pela crise do coronavírus, por exemplo, o prefeito poderia começar isentando centenas de famílias do pagamento da tarifa de água, seguindo o exemplo do próprio governo do estado, Camilo Santana.

Outras ações poderiam ser implementadas pela prefeitura de Iguatu no campo da assistência social, porque na verdade, o dinheiro existe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário