terça-feira, 19 de novembro de 2019

Possível ida de Mirian Sobreira para o PT pode gerar crise com o PDT de Ciro


Um caso emblemático que tem causado confusão nos meios políticos de Iguatu é a possível filiação da ex-deputada Mirian Sobreira ao Partido dos Trabalhadores.

A ex-deputada é filiada ao Partido Democrático Trabalhista, o PDT, que é comandado no Ceará pelos irmãos Ciro e Cid Gomes.
Recentemente, numa solenidade para dar posse aos novos diretórios regionais do PT, Mirian e seu filho, o deputado estadual Marcos Sobreira (PDT), participaram do evento, juntamente com lideranças políticas e deputados do Partido dos Trabalhadores.

O ambiente, e os próprios discursos durante o evento, deixaram uma leve certeza, Mirian deve mesmo abandonar o barco do grupo político dos irmãos Ferreira Gomes para aderir ao projeto do Partido dos Trabalhadores em Iguatu, tudo com aval do deputado federal José Guimarães (PT).

A possível ida de Mirian Sobreira para o Partido dos Trabalhadores, visando o pleito de 2020, não teria sido vista com bons olhos pelo ex-ministro Ciro Gomes, que estaria repudiando o acordo.

A briga entre Ciro e o ex-presidente Lula está gerando uma crise política no Ceará, e pode ter reflexos explosivos em Iguatu.

O ex-ministro tem sido alvo da língua de alguns petistas, por conta das declarações de Ciro, que não se cansa de fazer críticas ferrenhas ao PT e ao seu principal líder, o ex-presidente Lula, a quem o pedetista se refere como “enganador profissional”.

Pelo visto, o bicho vai pegar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário