quinta-feira, 14 de novembro de 2019

Mudanças no sistema de gestão dos consórcios públicos enfrentam resistências dos políticos


A tentativa do Governo do Ceará de reduzir as interferências políticas na gestão da saúde a partir de mudanças nos consórcios dos municípios cearenses ainda enfrenta resistências de prefeitos que administram esses equipamentos.

Um foco do conflito está na realização de seleção pública para cargos executivos, até então, comissionados, cargos esses de livres nomeações por parte de políticos, além de altos salários.
A profissionalização da gestão esbarra nas disputas políticas. Prefeitos e deputados preferem continuar "dando as cartas no sistema", indicando aliados políticos para ocuparem cargos estratégicos. 

Um escândalo.

Neste ano, deputados governistas travaram uma batalha política na Assembleia Legislativa, denunciando os desmandos cometidos pelos presidentes de consórcios, em várias regiões do estado.
Enquanto governo e prefeitos não se entendem, o povo vai sofrendo as consequências de um sistema público de saúde que tem prejudicado principalmente as pessoas mais pobres. 

Até quando!

(Por Luiz Vasconcelos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário