domingo, 29 de setembro de 2019

A nota de apoio e ira dos adversários políticos de Agenor Neto


Nota publicada nas redes sociais, na sexta-feira (27) pelo deputado estadual Agenor Neto, em apoio aos professores da rede pública municipal de ensino de Iguatu que buscam por seus direitos, despertou a ira de seus adversários políticos. Alguns ainda estão em delírio.

Numa publicação postada no seu Facebook @deputadoAgenorNeto, o parlamentar não fez mais do que se defender das mentiras espalhadas contra sua pessoa, e esclarecer alguns fatos relacionados ao anuênio, em 2007, quando ele estava como prefeito de Iguatu.

Por sinal, professor que participou da gestão naquele período sabe dos mínimos detalhes das negociações, que aliás, foram abertas e transparentes, ou talvez, muito além disso.

Na época, o salário do professor chegou a dobrar com o aumento salarial de 21% concedido, além de outros ganhos decorrentes da implantação do Plano de Cargo, Carreira e Remuneração do Magistério (PCCR). Por exemplo: educador que tivesse especialização, pós-graduação, mestrado, passou a ter o direito de obter melhorias significantes em seus contracheques.

Tudo foi amplamente discutido pela gestão municipal, ou seja, entre o então prefeito Agenor Neto, os professores e o Sindicato Apeoc. Foi um momento histórico, em que todos saíram contemplados. Tudo de forma transparente.

Com relação ao pagamento do anuênio, naquela época, foi uma escolha dos educadores. Duas propostas foram para a mesa de negociação, e os educadores abriram mão do anuênio naquele momento. Em compensação, tiveram seus vencimentos dobrados.

Quem conhece a história, sabe que foi assim.


Nenhum comentário:

Postar um comentário