domingo, 29 de setembro de 2019

Partidos políticos de Iguatu e Quixelô na mira da Justiça Eleitoral


O MPCE recomendou que os dirigentes de partidos políticos da 13ª Zona Eleitoral prestem contas dos anos de 2017 e 2018 à Justiça Eleitoral, no prazo de 20 dias, e regularizem a situação da legenda no município.

Estão na lista negra, sem prestar contas do ano de 2017, os seguintes partidos:

- Iguatu: Avante, Patriota, PMB, Podemos, PR, Pros, PRP, PRTB, PSD e PSB
- Quixelô: Avante, PCdoB, MDB, PMS, PRB, PSB, PSDB, PTB e PV

Falta prestação de contas de 2018:

- Iguatu: PRB
- Quixelô: PSD, SD, PDT e Rede.

Lembrando que a agremiação que se negar a atender à referida recomendação estará sujeita a sofrer ação eleitoral, com a suspensão do registro e a consequente impossibilidade de participar das eleições municipais de 2020.


A nota de apoio e ira dos adversários políticos de Agenor Neto


Nota publicada nas redes sociais, na sexta-feira (27) pelo deputado estadual Agenor Neto, em apoio aos professores da rede pública municipal de ensino de Iguatu que buscam por seus direitos, despertou a ira de seus adversários políticos. Alguns ainda estão em delírio.

Numa publicação postada no seu Facebook @deputadoAgenorNeto, o parlamentar não fez mais do que se defender das mentiras espalhadas contra sua pessoa, e esclarecer alguns fatos relacionados ao anuênio, em 2007, quando ele estava como prefeito de Iguatu.

Por sinal, professor que participou da gestão naquele período sabe dos mínimos detalhes das negociações, que aliás, foram abertas e transparentes, ou talvez, muito além disso.

Na época, o salário do professor chegou a dobrar com o aumento salarial de 21% concedido, além de outros ganhos decorrentes da implantação do Plano de Cargo, Carreira e Remuneração do Magistério (PCCR). Por exemplo: educador que tivesse especialização, pós-graduação, mestrado, passou a ter o direito de obter melhorias significantes em seus contracheques.

Tudo foi amplamente discutido pela gestão municipal, ou seja, entre o então prefeito Agenor Neto, os professores e o Sindicato Apeoc. Foi um momento histórico, em que todos saíram contemplados. Tudo de forma transparente.

Com relação ao pagamento do anuênio, naquela época, foi uma escolha dos educadores. Duas propostas foram para a mesa de negociação, e os educadores abriram mão do anuênio naquele momento. Em compensação, tiveram seus vencimentos dobrados.

Quem conhece a história, sabe que foi assim.


Lula e o uso da tornozeleira eletrônica


O ex-presidente Lula já pode pedir a progressão de regime para cumprir pena em prisão domiciliar. No sábado, dia 26, o petista completou um sexto da pena, tempo necessário, segundo o código Penal, para solicitar o benefício.

Lula está há 539 dias preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, condenado a 8 anos, 10 meses e 20 dias de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do Tríplex do Guarujá.

Na sexta-feira (27), a força tarefa da Lava Jato no Paraná se manifestou a favor da prisão domiciliar de Lula. Na prisão, o ex-presidente tem tido um bom comportamento e já leu 15 livros, segundo a sua assessoria.

Apesar da possibilidade de sair da prisão, o ex-presidente já declarou que não vai fazer o pedido, pois pretende ir para casa somente depois de eventual absolvição ou anulação da sentença.

Lula também rechaça a possibilidade de usar tornozeleira eletrônica.


quarta-feira, 25 de setembro de 2019

Justiça determina suspensão da greve dos professores de Iguatu


O Tribunal de Justiça do Ceará (TJ/CE) determinou, em caráter liminar, a suspensão da greve deflagrada na última segunda-feira (23) pelos professores da rede municipal de ensino de Iguatu.

A decisão é do desembargador Inácio de Alencar Cortez Neto. Conforme a decisão, os educadores devem retornar de forma imediata ao trabalho bem como devem se abster de impedir a entrada nas escolas públicas municipais de alunos, funcionários e professores, sob pena de multa diária ao Sindicato no valor de R$ 5.000,00.

Uma audiência de conciliação entre as partes foi marcada para o dia 9 de outubro, às 9h, na sala de Sessão de julgamento da 3ª Câmara de Direito Público, em Fortaleza.

Em entrevista, na manhã desta quarta-feira (25), a advogada do Sindicato dos Professores (Sinprofi), Paula Alexandre, disse que a categoria recebeu a decisão com tranquilidade, e que a determinação da Justiça será devidamente respeitada.

terça-feira, 24 de setembro de 2019

Ex-deputada Mirian Sobreira articula sua filiação ao PT


A ex-deputada Mirian Sobreira (PDT) negocia sua filiação ao Partido dos Trabalhadores (PT). Nos bastidores, comenta-se que as negociações estariam adiantadas e que cabeças "graúdas" do partido seriam os mentores da ideia, como o deputado federal José Guimarães, que teve seu candidato derrotado na disputa pelo Diretório Municipal do partido em Iguatu, nas eleições deste ano.

Quanto à ida de Mirian para o PT, comenta-se que a ex-deputada estaria articulando sua candidatura à prefeitura de Iguatu. Por sinal, Mirian já disputou duas vezes a Prefeitura, mas acabou sendo derrotada. Na primeira tentativa (2008), perdeu por uma diferença de 12 mil votos, na disputa à releição do ex-prefeito Agenor Neto. Na segunda tentativa (2012), foi derrotada pelo ex-prefeito Aderilo, com mais de 10 mil votos de diferença.

Além de ter que quebrar barreiras para se filiar ao PT, Mirian precisa unir o partido em Iguatu, que atualmente se divide em várias correntes, cada uma defendendo interesses diversos. 

É aguardar pra ver!


Bolsonaro se saiu bem na ONU


Atacou a corrupção que assolava o país nos governos do PT; partiu pra cima dos regimes ditatoriais, como a Venezuela; e criticou o ambientalismo manipulado por uma visão colonialista - nas suas palavras.

Bolsonaro disse que a Amazônia não está em chamas e convidou os líderes mundiais a visitá-la.

O presidente também reforçou o compromisso do Brasil com a democracia; com o livre comércio, respeitando os acordos internacionais.

Disse também que seu governo é defensor da liberdade de expressão e informação, muito embora seja alvo de ataques sistemáticos de boa parte da mídia brasileira.

Criticou a perseguição de caráter religioso e atacou a chamada ideologia de gênero, defendendo os valores da família tradicional.

Finalizou agradecendo a Deus por estar vivo depois de ser esfaqueado em plena campanha eleitoral.
Bolsonaro foi ele mesmo. Estadista. É aquele que mesmo pelo qual 57 milhões confiou o voto.